Eu Podia tá Matando no Campus Party

Depois de uma semana morando no Ibirapuera, finalmente estou em casa. Esse post é uma avaliação final do evento.

Rampa

Banda: a banda de 5 gigas é absurdamente ótima. Infelizmente eu não tirei muito proveito. Em 15 minutos eu já havia baixado tudo que eu queria e não tinha mais idéia do que baixar. Além de que, eu tinha mais o que fazer. Se você realmente quer aproveitar a banda de um evento como esses eu sugiro fazer um planejamento antes, escolher vários torrents e trazer um disco rígido bem grande e vazio.

Eu usei mais a banda para subir imagens para o Flickr. E pelas estatísticas do evento, a maioria das pessoas também usaram a banda disponível para subir fotos e vídeos.

Street Fight

Já que a largura de banda disponível está sendo bem aproveitada poderíamos aproveitar melhor a conectividade disponível. Baixar e subir arquivos no evento foi fácil e rápido mas descobrir conteúdo interessante e trocar arquivos com quem está do seu lado não.

Eu tirando uma foto

Palestras: eu peguei algumas ótimas palestras sobre Software Livre e Blogs. Eu destaco as do Alexandre Oliva, a do John Maddog Hall e a do Demi Getschko. O que eu senti falta foi de mais debates e mais participação. O Barcamp talvez servisse pra isso mas ainda não funcionou tão bem.

Modding

Free stuff: o Campus Party foi o paraíso para quem curte free stuff, brindes e coisinhas de graça. Chegou um ponto que eu estava recusando porque eu não queria deixar minha bagagem mais pesada.

Barracas

Barracas: não foi legal. Não cabem duas pessoas legal dentro da barraca e estava muito, muito quente. Além disso eu só havia levado roupas para frio e fez muito calor naqueles dias. Outra coisa que não foi legal foram as regras sobre quem podiam levar as barracas, que mudaram na última hora.

pintando o cabelo

Pessoas: as pessoas lá são a grande atração do evento. Fiz muitos contatos importantes, troquei idéias e aprendi um bocado. É legal você ver esse tipo de encontro de comunidades da Internet. No decorrer do ano cada comunidade tem seu próprio calendário e no Campus Party todas as comunidades podem se encontrar e trocar informações. Por exemplo, muita gente veio de todas as áreas até a área de Software Livre pra tirar dúvidas ou para conhecer mais. Nas palestras sobre Java que nós fizemos na madrugada havia gente da robótica, por exemplo.

Eu tirando uma foto

Um grande abraço a todo mundo que estava lá e a todos que me cumprimentaram lá! Até o Campus Party 2009!

obs: eu estou com uma conta presente do Flickr que eu não usei. Será que tem problema dar pra algum leitor aqui do blog? Se não tiver, vamos pensar em alguma forma de sorteio.