campanha urlburra

No Ceará é assim

Imagine que você vai ao site do Detran do seu estado ou ao site da universidade estadual se informar sobre o vestibular ou mesmo o site do centro de doações de sangue no seu estado e após digitar no seu navegador o endereço correto você acaba sempre parando no site do governo do estado, com as últimas notícias do governador. Pois aqui no Ceará é assim.

No começo do ano, fomos todos surpreendidos por uma estranhíssima decisão de arquitetura dos sites ligados ao estado. Algum gênio teve a brilhante idéia: “E se quando o usuário deseja-se ir a um site, ao invés dele ir pra ele, ele fosse pra outro? Uau!”. Seria só mais uma idéia idiota no mundo se essa pessoa não tivesse poder suficiente para obrigados todos os sites ligados ao Governo do Estado a adotar essa prática. Uma quantidade enorme de sites e serviços do ceará tiverem que adotar essa prática.

Reações

Na época, em Janeiro,  o Mário Aragão protestou com o post Pedágios nos Sites do Governo e o Milfont com o Como simular Trabalho no Estado. Os argumentos apresentados nestes já seriam suficientes para os responsáveis voltarem atrás nessa decisão infeliz. Na época eu acreditei que esse engano seria revertido em poucos dias e o episódio não passaria de uma gafe. Pois aqui estamos nós, Maio, quase 5 meses depois e a prática continua implementada.

Esses dias em encontro de Blogueiros aqui em Fortaleza o assunto voltou a mesa. Estavam nessa conversa o Regis “Eightbits” Freitas, Maísa Vasconcelos, Gabriel Ramalho, dentro outros. Nós concordamos que era um absurdo que essa situação ainda se sustentasse e que podíamos fazer alguma coisa, protestar e taguear esse conteúdo com #urlburra.

Explicando melhor

Na verdade isso dos redirecionamentos nos sites do governo não é só uma idéia idiota, alguém tem que estar ganhando com isso. Pouco tempo depois da implementação, o Governo comemorou Mais de 1 Milhão de Acesso em um Mês ¬¬. Isso é equivalente a amputar as pernas da população e depois comemorar a redução dos acidentes no trânsito.

blueprint

Para ficar mais claro a forçação de barra, veja só os registros do Alexa para o tráfego do ceara.gov.br:

alexa do ceara

Como você pode ver, antes de Janeiro (2009) praticamente ninguém acessava o site do Governo do Estado (e não há nada de errado nisso). Depois que os usuários foram obrigados por força a entrarem no site, os acessos aumentaram consideravelmente. Em resumo, alguém pode mostrar essa planilha pro chefe e escutar “Uau!”.

Porque é tão ruim

  • Usabilidade. Uma vez que você entra no site, você é redirecionado para um site que não é o que você deseja, o que cria uma frustração e confusão no usuário. O pobre internauta terá que sacar que pra ir pro site que ele deseja ir ele precisa agora clicar em um segundo link, que ele vai ter que achar, para só então chegar no site que ele deseja. Uma vez no site correto, ele poderá ainda se sentir confuso porque ele tem um visual quase idêntico ao anterior o que pode deixar o usuário ainda mais desorientado pensando que ele continua no site errado. Isso pode parecer um procedimento simples mas imagine uma infinidade de usuários, com os mais variados graus de familiaridade com a navegação, tendo que passar por isso a todo momento. Imagine só quantos enganos isso não gerou.
  • SEO. Como um efeito adicional a implementação das urls burras no estado devem ter sido a pior campanha de Search Engine Optimization da história da humanidade. De uma lapada só ele deve ter derrubado o page rank de todos esses sites que ele prejudicou. Já pensou você, um robô do Google, acordando do seu sono sonhando com ovelhas elétrica, você vai aranhar a web e se depara que uma cacetada de sites de artigos e matérias simplesmente não apontam mais para seus conteúdos e você é obrigado a baixar o pagerank de todos eles.
  • Padrões. Um dos motivos para nós não saímos correndo nús pelas ruas batendo uns nos outros com porretes de madeira são as existências de padrões, dentre eles os padrões de web. Por exemplo, você pega um taxi para ir no hospital visitar sua tia você não espera que depois de andar um bocado o taxista vire pra você e diga “Rá, pegadinha do malandro! Eu trouxe você para a sede do governo, olha o governar aí. Você quer ir agora naquele hospital?”. Os taxistas não fazem isso porque eles não são doidos e eu espero que meu navegador também não faça isso.

Biscoitos

Parece que de uns meses para cá ao invés de resolverem o problema eles resolveram fazer uma medida inócua, através de Cookies no navegador o usuário só tem a experiencia de cair no site errado uma vez por dia.

tapando o sol com um biscoito

Quando você entra no site seu navegador recebe um cookie chamado GOVCERedir que faz com que da próxima vez que você entrar no site você seja redirecionado para o site correto. Mas o cookie expira em menos de 24 horas, ou seja, o site do governo do estado ainda logra um pageview na mesma malandragem.

cookie do estado

Essa técnica não resolve nenhum dos problemas que eu listei alí em cima nos problemas dessa solução. A usabilidade continua ruim porque a primeira experiencia do usuário continua terrível, os permanlinks permanecem quebrados e o taxista continua te levando pro lugar errado, só que agora ele só te sacaneia uma vez por dia.

Sites afetados

Eu fiz um script pra pegar os sites afetados com o esquema de #urlburra só pra se ter uma idéia do tamanho do estrago e os tipos de serviços que os cidadãos podem estar com dificuldade para acessar. São os sites da Casa Civil, Secretaria das Cidades, Secretaria do Desenvolvimento Agrário, Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Secretaria da Controladoria, Secretaria da Cultura, Secretaria da Educação Básica, Secretaria da Fazenda, Secretaria da infra Estrutura, Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado, Superintendência Estadual do Meio Ambiente, Secretaria do Planejamento e Gestão, Secretaria de Saúde do Estado, Secretaria de Esporte, Secretaria do Turismo, Secretaria dos Recursos Hídricos, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento, Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará, Agência reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará, Compainha de Água e Esgoto do Ceará, Companhia de Integração Portuária do Ceará, Centrais de Abastecimento do Ceará, Conselho de Educação do Ceará, Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Companhia de Gás do Ceará, Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos, Conselho de Políticas E gestão do Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar, Defensoria Pública, Departamento de Edificações e Rodovias, Departamento Estadual de Trânsito, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural, Escola de Saúde Pública, Empresa de tecnologia da Informação do Ceará, Gabinete do Governador, Fundo Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, Centro de Hematologia e Hemoterapia, Hospital Geral Dr. César Cals,
Hospital Albert Sabin, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital de Messejana, Hospital Geral Waldemar Alcântara, Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará, Instituto de Desenvolvimento do Trabalho, Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica, Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará, Junta Comercial do Estado, Metrô de Fortaleza, Núcleo de Tecnologia Industrial, Perícia Forense do Estado do Ceará, Polícia Civil, Procuradoria Geral do Estado, Ministério Público do Estado, polícia Militar do Ceará, Superintendência de Obras Hidráulicas, TV CEARÁ, Universidade Estadual do Ceará, Universidade Regional do Cariri e Universidade Estadual Vale do Acaraú.
Só isso, desde a polícia até os hospitais.

Campanha

Está é uma campanha dos usuários (e contribuíntes) para pressionar os responsáveis a solucionar esse problema. É simples, é só deixar as urls voltarem a levar para os sites para onde elas apontam. Eu sei que tem gente muito competente na área de TI dentro do governo do estado e tenho certeza que alguém já percebeu o erro e não está contente com isso, você não está sozinho.

Se você quiser ajudar não precisa nem pintar a cara e descer às ruas, basta twittar, blogar ou comentar sobre o assunto com a tag #urlburra. Se quiser linkar usar a imagem que abre esse post, o endereço é http://eupodiatamatando.com/wp-content/uploads/2009/05/urlburra.jpg.

Vamos ver se agora resolvem esse problema.

Repercussões:
Atualizado em 14 de Maio de 2009.

  • O Carlos Fran nos mostra que a #urlburra é mais burra do que você pensa. Ele nos mostra nos comentários como fazer cross-scripting no site do estado. Clique aqui para saber para onde o site do Governo do Estado  está te mandando ou veja na imagem abaixo o resultado (até porque logo eles devem consertar, ou não).

lol lol lol lol lollol