Posts tagged Banco do Brasil

Como ajudar as vítimas de Santa Catarina

Estado é bom e eu gosto, mas só o Estado não é grande nem ágil o suficiente em momentos de exceção. Quando há pressa, como diria Betinho, a sociedade precisa se mobilizar para resolver seus próprios problemas. É o caso do estado de emergência que se passa Santa Catarina depois das chuvas que desabrigaram mais de 60 mil e já mataram mais de 100 pessoas.

Você pode procurar um dos postos de coleta de doações espalhados por todo o país. Aqui em Fortaleza, o CEFET-CE e os Corpos de Bombeiros estão recebendo doações. Você também pode procurar o CEFET da sua cidade para fazer doações. Os itens mais necessários são água potável, alimentos prontos, material de higiene pessoal e produtos de limpeza.

Também é possível fazer doações diretamente em dinheiro para a Defesa Civil de Santa Catarina através de uma das contas bancárias. Através da doação em dinheiro a Defesa Civil poderá converter as doações em produtos e serviços mais urgentes em cada situação. As contas bancárias são:

  • Banco do Brasi, agência: 3582-, conta corrente: 80.000-7.
  • Besc, agência: 068-, conta Corrente: 80.000-0.
  • Caixa Econômica Federal, agência: 1877, operação 006, conta 80.000-8 .
  • Bradesco, agência: 0348-4, conta Corrente: 160.000-1.
  • Itaú S/A, agência: 0289, conta corrente: 69971-2.
  • Banco/SICOOB SC, agência: 1005, conta corrente 2008-7.
  • SICREDI, agência: 2603, conta corrente 3500-9.
  • Santander, agência 1227, conta corrente 430000052.

O nome da pessoa jurídica é Fundo Estadual da Defesa Civil, e o CNPJ é 04.426.883/0001-57.

Informações bancárias retiradas do site do G1.

Se você quer ajudar, aí estão duas formas: através de doação de itens ou dinheiro. Se você está por perto e quer fazer mais a Defesa Civil informa que o cadastro de médicos, enfermeiros e demais profissionais da saúde voluntários pode ser feito através da Secretaria de Saúde. Para demais formas de voluntariado você pode procurar o Instituto Voluntários em Ação.

Segundo Capítulo – No Banco

Venho por meio desde post-capítulo-protesto-desabafo, expressar meu desejo de enviar, não somente o meu banco mas vários outros também, para a puta que lhes pariu.

Hoje para tirar dinheiro eu fui não a um, não a dois, não a três, não a quatro mas cinco caixas automáticos até encontrar um que estivesse funcionando. Será possível que estamos regredindo na tecnologia? Não lembro se foi no terceiro ou se foi no quarta caixa, mas eu ainda tive que ouvir a musiquinha do Windows reiniciando. Quem é louco o suficiente para colocar Windows numa máquina de tirar dinheiro? Porra, não dava pra colocar o velho tio atrás dum caixa fazendo o velho serviço manual? Na hora do banco voar no meu pescoço com uma faca para tirar sangue, quer dizer, dinheiro em tarifas, eles são bastante ágeis.

Mas os caixas automáticos são só um dos vários problemas que se tem que enfrentar todo dia quando se vai num banco. O maior dos problemas são as filas e a culpa é nossa, usuários.

Quando você chega num terminal de auto atendimento, seja num banco ou supermercado, há uma enorme fila de usuários para usar os serviços. O problema é que a grande maioria está pagando contas ou simplesmente imprimindo e olhando o extrato. E o pior é que quase todo mundo tira um extrato antes (não sabe nem quanto dinheiro tem), faz um saque e tira outro extrato (pra ver se saiu mesmo). Além de gastar meu tempo ainda gasta papel.

Meu conselho é o seguinte, usemos os serviços do banco da seguinte forma:

  • Banco pela Internet: olhar o extrato, saldo, fazer pagamentos de água, luz e telefone, fazer transferências para conta correntes e conta poupanças, empréstimos, investimentos, ações, etc.
  • Terminal de auto atendimento: Tirar ou colocar dinheiro.

Inclusive boa parte dessas coisas que dá para fazer pela internet dá para fazer pelo celular também.

E o pior é que (no meu banco pelo menos) eles colocaram spam no terminal de auto atendimento. Você passa o cartão e ele joga um popout do tipo “Você já conhece as vantagens do nosso seguro de vida?” e mostra umas opções para continuar com sua vida e outra para ir conhecer as vantagens do seguro de vida. Será possível que vamos ter que usar o Firefox para tirar dinheiro?

Mesmo assim, se todo mundo parase de usar o auto atendimento para pagar contas e fizesse tudo pela internet ainda assim as coisas não iam se resolver.

Essa semana eu estava no centro da cidade, meio dia, solzão cearense de domingo e tive que ir tinha dinheiro no banco. Como era primeiro dia do mês o banco estava lotado. Haviam duas grandes filas. Na primeira haviam vários velhinhos, acho que pra tirar o dinheiro da aposentadoria, lá na frente da fila uma confusão danada. Um estagiário bem novinho tentava arrumar a bagunça. A segunda era tão extensa quanto a primeira, mas haviam vários jovens e estudantes.

Eu pensei, eu vou na segunda fila, a geração mario kart aí deve detonar e fazer tudo bem rapidinho. Na certa quando o segundo velhinho tirar dinheiro eu já devo está fora do banco.

Meia hora depois eu estava quase no mesmo lugar filosofando sobre como foi idiota a minha escolha de fila. Do outro lado os velhinhos estavam se garantindo. Boa parte já tinha ido embora. Enquanto isso na minha fila, três meninas estavam juntas no caixa há um bom tempo. Pelas minhas contas elas já deviam estar finalizando. Não acredito, a geração pokemon é um fracaso. Do que serviu as milhares de horas que nós passamos jogando video-game? Será que nem pra isso serviu?