Posts tagged guerra

procurando minas terrestres

Ao contrário do que parece, o rato não é Kamikaze. Ele está na verdade farejando minas terrestres.

Veja a reportagem no France24.

Band of Brothers

Taí uma ótima sugestão de sériado para você, Band of Brothers.

Na verdade não é nem bem um seriado, é mais uma mini série e documentário sobre a segunda guerra mundial. São 10 episódios produzidos pelo Steven Spielberg e Tom Hanks (que também trabalharam juntos no Resgate do Soldado Ryan), cada episódio com uma hora de duração. É um formato muito bom, 10 episódios e acabou, como deve ser. Fico puto com esses seriados que começam com uma temporada, aí a audiência tá boa, a grana tá entrando e ficam esticando o seriado Ad nauseam. Você veja Prison Break. A primeira temporada de Prison Break foi ótima, do caralho. Podia muito bem ter sido um dos melhores seriados de todos os tempos mas eles resolveram esticar a série, mas enfim, eu acho que já escrevi isso naquela época. Até porque como é que iriam esticar um seriado sobre a segunda guerra? Iam entrar na guerra fria? Inventar uma terceira guerra? Não tem muito jeito.

Então, como eu ia dizendo, Band of Brothers é do caralho. É sobre a segunda guerra mundial, mais especificamente a Companhia E (“Easy Company”) do regimento de paraquedistas que vão atuar no dia D. Os episódios vão desde o treinamento e batalhas até o fim da guerra, passando sobre o ponto de vistas de diversos personagens e como cada um encara aquelas situações.

Mas aí você me diz que já viu muitos fimes de guerra e me pergunta o que Band of Brothers tem para oferecer. Para começar, a ambientação, som e realismo da série. Isso te proporciona uma imersão incrível, você sente-se dentro da batalha. Os caras estão lá conversando e do nada – pei – uma bala acerta alguém na cabeça (ou na bunda). Há sangue, há horror, há medo, não é aquela guerra gloriosa e nem tão heróica.

Outra coisa incrível é que se você jogou muito Call of Duty (o primeiro), você vai amar a série (e vice-versa). Os episódios da série são quase idênticos as fases do primeiro Call of Duty e expansão. A diferença maior é que na série você está sempre na pele da Easy Company e no jogo você varia entre americanos, britânicos e russos. Enfim, você vê a série, e dá uma vontade incontrolável de zerar Call of Duty outra vez (mas eu já zerei no fácil, no médio, no difícil e no foda).

Outro detalhe interessante é que cada episódio é aberto com depoimentos reais dos veteranos que a série interpreta. Isso reforça ainda mais o sentimento de realismo da série, embora haja claro várias controvérsias sobre a precisão de um detalhe ou outro.

A produção da série também impressiona. Foram gastos 125 milhões de dólares com a série, que incluem 10 mil atores, 700 armas autênticas, 400 armas de borracha, 14 mil caixas de munição para cada dia da filmagem, tanques restaurados, um C-47 autêntico, vilas cenográficas e outros. Foi a produção mais cara já feita para televisão.

Vou até resuscitar o velho sistema de avalição de coisas do blog e dar a nota máxima, 5 Schnauzer para essa série.

Nota 5

Taí uma série que eu recomendo.

Você provavelmente vai baixar esses episódios mas dê uma olhada no preço do dvd da série.

Colete Salva-Vidas

Quando for a uma loja comprar seus equipamentos de guerra, tenha certeza que você pediu um colete a prova de balas e não o colete salva-vidas. O segundo pode até salvar sua vida um dia, mas não vai ser muito útil em um tiroteio.

Dê uma olhada nos preços desses coletes salva-vidas e garanta seu lugar no campo de batalha. Já Cotei.

Arma de Destruição em Massa

Soldados (franceses?) testam a mais nova arma de destruição em massa.

Assista o vídeo até o fim para entender como ela funciona.

Nossa!

burroCompre uma miniatura do mascote oficial dessa infantaria! Já Cotei.

Soldados, protejam-se atrás daquele carro!

isso aqui tá igual coração de mãe, sempre cabe mais um
Isso aqui tá igual coração de mãe, sempre cabe mais um.

Menina em um carro da polícia de brinquedoDê uma olhada em preços de carros novos e renove as viaturas da sua polícia. Mais viaturas são mais lugares para se esconder! Já Cotei.