Posts tagged Já vi esse filme

Resenha: Elephant

Eu gosto muito de história, documentários e filmes que retratam um acontecimento real, foi o que me motivou a procurar esse filme.

Poster do filme Elephant

(Elephant, 2003). O filme mostra o dia de vários personagens em uma escola secundária nos EUA. Todos eles vão em algum momento estar envolvidos com um massacre.

Se eu bem entendi, o filme retrata o massacre de Columbine onde dois estudantes assassinaram 12 estudantes e 1 professor antes de cometerem suicídio.

Absolutamente não é um filme centrado no roteiro, nem eu acho que os filmes precisem ser, apesar da hegemonia absoluta do roteiro nos filmes de hoje.

É mais um filme de tomadas e cores. Há uma presença muito forte do amarelo. As tomadas são bem longas, vão quase que em chase-cam (seria isso alguma insinuação aos video-games?) acompanhando o dia-a-dia dos personagens. É até um pouco angustiante, bem chato.

Há também muita presença da natureza, silêncio, árvores e folhas de outono. O filme estranhamente consegue transmitir uma sensação de frieza, no sentido climático mesmo. Só assistindo pra entender.

Cena do filme elephant

Como eu já tinha lido um pouco e assistido alguns documentários sobre o acontecimento em Columbine, algumas coisas não bateram bem. O que mais me incomodou foi em uma cena de beijo entre os dois garotos antes de ir executar seu plano. De onde isso saiu? Eu nunca havia ouvido nenhuma menção a uma relação entre eles dois.

Cena do filme Elephant - Refeitorio

Deve haver algum tipo simbolismo ou algo assim. Elephant é mais uma figurinha para minha coleção de filmes que eu não entendi.

Não vou dar mais de Schnauzer pra algo que eu não entendi.

Nota 1

DVD ElephantDê uma olhada nos preços do DVD do filme Elephant e tente entender você mesmo. Buscapé.

Resenha: Simpsons, O Filme

Apesar de não ter sido convidado para nenhuma pré-estreia do filme [raiva] eu assisti o filme dos Simpsons assim mesmo.

Simpsons, o filme (Simpsons, O Filme. 2007). Eu, assim como todo mundo, sou fã de longa data dos Simpsons e é de longe um dos meus desenhos favoritos. Tenho aguardado com grande expectativa pelo primeiro filme da série (até porque com essa propaganda toda, quem não está).

Talvez esse seja um dos problemas que o filme vai enfrentar, a expectativa. Eu posso adiantar que o filme está muito bom, mas não é enquanto filme o que são os Simpsons enquanto série de desenho animado.

Um dos pontos fortes do filme são as preocupações no traço e colocarações detalhadas. Há muitos efeitos de computação gráfica, a maioria utilizando toon shading, efeito que faz com que imagens 3D geradas no computador pareçam ter sido feitas à mão. Mas nada muito pesado ou fora dos padrões. Nesse ponto lembra muito o Futurama, também de Matt Groening.

Cena do filme Os Simpsons - Homer na explosão
Um trabalho detalhado nas cores

Aqui no Brasil vamos ter que lamentar a triste decisão da Fox em mudar o dublador do Homer. Em não vi muitas pessoas gostarem disso e acredito que depois de você assistir esse vídeo comparativo, você vai ser mais um.

Cena do filme Os Simpsons - Homer no Alaska
Aqui uma outra utilização de computação gráfica

O filme está bem engraçado, como não poderia deixar de ser. Não fizeram ele muito pesado, nem muito leve, foi algo calculado para tentar alcançar um equilíbrio da plateia. Também não há grandes críticas à instituições, mas há algumas alfinetadas para todos os lados.

Cena do filme Os Simpsons - Homer, Marge, Lisa, Bart e Maggie.

Algumas coisinhas poderiam ter sido melhores, fora a dublagem que é culpa da Fox daqui. O Sr. Burns poderia ter sido o vilão já que é um personagem onde não há necessidade de se explicar muita coisa já que ele já é bem conhecido pelo público.

Eu, assim como todo fã de longa data, também tenho minhas críticas carrancudas ao seriado. De umas temporadas pra cá o ritmo dos episódios mudou um pouco. Eu sentia que os episódios mais antigos eram um pouco mais lentos (alguns até demais), havia mais silêncio e o tipo de piada era um pouco diferente, as cores também eram mais suaves.

Não é nada que estrague a série, muito longe disso. Acontece é que eu não gosto das cores vibrantes que usam agora, dos diálogos rápidos e um pouco vazios. Mas como eu disse, isso é só uma crítica carrancuda de um saudosista e não deve ser levada muito a sério porque Simpsons ainda é muito bom e continua valendo muito a pena.

O filme não decepciona se você estiver indo para o cinema para assistir algo como um episódio especial, só que esticado. Assistindo sem grandes pretensões você fica bem sintonizado com o filme, que não pretende revolucionar nada no formato já aclamado da série, fazendo somente o bom e velho humor despretensioso dos Simpsons.

A veredito é 4 de 5 Schnauzer da nossa escala Schnauzer.

4 Schnauzers

Diversão garantida.

Vídeos Bônus:

DVD Os SimpsonsDê uma olhada nos preços dos DVDs de episódios dos Simpsons, alguns estão bem baratos. Há também bonecos colecionaveis da série, mas esses não são nada baratos. Buscapé.

Filme: Idiocracy

Uma obra inteira pode ser extraída de uma pequena e simples boa ideia.

Capa do filme Idiocracy(Idiocracy, 2006) A ideia de Idiocracy é que as pessoas inteligentes morrem mais cedo e sem filhos e os idiotas vivem mais e tem mais filhos. O resultado disso é que gradualmente a raça humana está ficando mais idiota.

No filme um cidadão mediano e uma prostituta são enviados para 500 anos no futuro. Lá encontram uma sociedade imbecilizada e marcada pelo consumismo e vulgaridade, com graves problemas com a água e com o lixo.

Nessa distopia o presidente dos Estados Unidos é Dwayne Elizondo Mountain Dew Herbert Camacho, ator pornô e campeão de luta livre. Todo o suprimento de água foi substituído por Brawndo, uma bebida energética rica em eletrólitos, inclusive na agricultura. Sexo é usado pela publicidade para vender qualquer produto.

Idiocracy Landscape
Panorama de um planeta com problemas com lixo e com graves carências de engenharia.

O ponto forte do filme são os cenários e marcas do futuro, a maioria variações de marcas já existentes. Há marcas e propagandas em todos os lugares, inclusive dentro do senado.

Cena do filme Idiocracy - Jornal do futuro
No futuro os jornais se fundem com revistas pornográficas.

O entretenimento do futuro é assustador e realmente parece ser uma continuação dos dias de hoje. O programa de televisão favorito do público se chama “Oh! My Balls!” onde o protagonista é acertado no saco repetidas vezes. O filme campeão de bilheteria se chama “Ass” que é simplesmente 90 minutos de uma bunda flatulenta. Críticas ao detestável e popular humor-de-banheiro.

Cena do filme Idiocracy - A televisão do futuro
Na televisão do futuro você fica sentado numa poltrona-privada sem precisar se levantar para absolutamente nada.

Outra coisa muito engraçada são as máquinas e interfaces do futuro, elas são totalmente anti-burro e pró-burro, só é possível usar as configurações padrão e nada mais.

Cena do filme Idiocracy - Máquina de atendimento hospitalar
Máquina para atendimento hospitalar :D

O problema do filme é que apesar de várias ideias boas e engraçadas, o roteiro é fraquinho. É impossível resistir a tentação de comparar este com o outro filme do mesmo diretor, Mike Judge, o cultuado clássico Office Space (que todos devem assistir).

Cena do filme Idiocracy - Presidente Camacho
Presidente Camaro passeando no veículo oficial do presidente.

Por problemas de orçamento o filme é pouco conhecido e foi mal distribuído. Para mim ele é um clássico da comédia e um filme obrigatório para quem gosta do gênero. São 4 de 5 Schnauzer.

4 Schnauzers

Vá procurar esse filme na locadora.

Idiocracy DVDIdiocracy fez bem mais sucesso nas vendas de DVD do que no cinema. Dê uma olhada nos preços do DVD do filme, que não custa muito caro. Buscapé.

House M.D., primeira temporada

E não é que eu tenho assistido um monte de séries?

Agora é a vez de Dr. House, que eu comecei a assisti por acaso e hoje é minha série favorita.

Doutor house e equipe
Isso não é um blog, é um tumor!

O protagonista do seriado é o Doutor Gregory House, um médico gênio especialista em diagnósticos. Ele dirige uma equipe de médicos do setor de diagnósticos de um hospital escola. Além de sua imensa capacidade em realizar diagnósticos, House se destaca pela sua ignorância, narcisismo, ceticismo, mau-humor e distanciamento com os pacientes.

O que é ser bom em diagnósticos? House é capaz de descobrir qual era o seu thundercat favorito só olhando para o seu sapato, à 15 metros de distância.

A série tem dois pontos fortes. Primeiro é a velocidade e conteúdo dos diálogos, sempre agéis e muito inteligentes. Alguns episódios tem diálogos sobre ética e filosofia que foram realmente muito bons.

House e os remédios

Em segundo lugar a atomicidade dos episódios. Eu tiro o chapéu para quem faz algo que dispensa ganchos para o próximo episódio, uma técnica padrão nos seriados de sucesso de hoje em dia. Na primeira temporada você pode assistir os episódios praticamente em qualquer ordem.

Os personagens vão sendo desvendados lentamente, sem muita pressa. Em cada episódio um pequeno detalhe sobre a vida pessoal dos personagens é revelado ou apenas sugerido. O foco mesmo de cada episódio são os casos médicos, sempre um por episódio e sempre um caso complicado.

E se você também gosta de uma boa dose de comédia bem ácida e negra, você vai gostar de House.

Enfim, apesar de ser uma série médica (muita gente cortada) e quem me conhece sabe que eu desmaio se ver sangue, é um seriado irresistível que eu recomendo fortemente. A primeira temporada leva minha condecoração máxima, os 5 Schnauzer!

Nota 5

Atualmente no Brasil o seriado passa na Rede Record (quinta meia noite) e no Universal Channel (quinta 23h, sexta 1h, sábado 19h e domingo 18h).

Se você quiser os episódios de Dr. House em rmvb com legendas embutidas para download você pode achar aqui, aqui ou aqui.

Caricatura do HouseVocê também pode achar House em locadoras já há os box de duas temporadas de house para venda no Brasil. Buscapé.

O Astronauta Fazendeiro

Capa do filme The Astronaut Farmer, 2007The Astronaut Farmer, 2007.

É um drama misturando com fantasia e tendo como tema principal o sonho de um ex-candidato a astronauta de viajar à lua construindo seu próprio foguete.

Você provavelmente não verá esse filme mas se pretende ver, spoilers ahead!

O que tem de bom: Tem umas duas piadinhas com o governo Bush, até boas. As filhinhas do protagonista são muito bonitinhas. Acho que é só.

O que tem de ruim: O filme é puro açúcar. Diabéticos não podem nem pegar na caixa desse filme. É um drama muito meloso e quando faltam argumentos ele simplesmente apela pra fantasia. Não que eu seja contra usar fantasia, mas isso não fica bem estabelecido desde o início entre o filme e a platéia.

Cena do filme Astronaut Farmer

Eu acho primordial em qualquer filme que se estabeleça o quanto antes as regras que você está utilizando. Tudo vale no cinema. Se você quer ser realista ao extremo, tudo bem. Se você quer fazer um filme onde os caras atiram num carro e ele explode, tudo bem. Mas você tem que deixar as coisas claras. Esse filme peca nisso, boa parte do filme ele vai rolando como se estivesse documentando algo que aconteceu e há uma quebra pro fantástico que não foi muito bem preparada.

Cena do filme The Astronaut Farmer Cena do filme O Astronauta fazendeiro

A conclusão é que é um filme que não sabe o que quer. Fica oscilando no infantil, drama e fantasia, e acaba não fazendo direito nenhum dos gêneros. Tenta passar a mensagem “Não desista de seus sonhos” mas acaba ficando lombrado com uma overdose de açucar.

Toma um Schnauzer porque eu gosto de foguetes.

1 de 5 Schnauzer

Não recomendo este filme.

Caixa de ferramentas toolboxDê uma olhada nos preços de caixas de ferramentas, furadeiras elétricas e ferros de solda e construa hoje um foguete no seu quintal.

Buscapé