Posts tagged Já vi esse filme

O Labirinto do Fauno

Para quem gostou do filme A Espinha do Diabo tem grandes chances de gostar de O Labirinto do Fauno, do mesmo diretor, Guillermo del Toro.

Poster do O Labirinto do FaunoO Labirinto do Fauno, (El laberinto del fauno, 2006).

Assim como no A Espinha do Diabo, este é um filme que mistura fantasia, terror e história num só filme. Fica até um pouco difícil definir o gênero do filme.

Me desculpem as comparações com o A Espinha do Diabo mas são muitas as semelhanças, por exemplo uma criança como protagonista. Mas não por isso o Labirinto do Fauno perde em originalidade.
Há uma história muito bem elaborada mas o grande forte são os monstros.

Cada monstro é uma obra de arte em particular. Uma feliz fuga dos lugares comuns de filmes de fantasia ou terror.

Outro ponto forte do filme são as referências históricas do regime fascista do ditador Francisco Franco. Isso porque há um paralelo entre o sentimento de terror do pais e o clima de terror e surrealismo dentro do filme. É um filme de duas historias paralelas.

Cena do filme o Labirinto do FaunoApesar de ter tantas qualidades eu achei o filme um pouco sem ritmo. É um filme que te marca visualmente mas não te prende de fato enquanto você o assiste. Foi essa sensação que eu tive.

Compre alguns outros trabalhos do diretor em DVD: Blade II, Hellboy (Buscapé).

O filme fica com 3 de 5 Schnauzers:

Nota 3

Dessa vez eu fique com a necessidade de existir uma nota 3 Schnauzers e meio.

O Guia do Mochileiro da Galáxia

Um filme sobre ficção científica e cultura nerd.

Capa do guia dos mochileiros das galáxiasO Guia do Mochileiro das Galáxias (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy, 2005). Eu sempre quis ler esse livro, aí lançaram um filme e eu decidi finalmente dar um espiada.

É um lugar comum dizer que uma adaptação de livro não rende um bom filme e é ainda mais estranho quando quem diz isso nem leu o livro. Mas eu vou me explicar.

A proposta do filme é ser um comédia, do melhor humor britânico, tendo como tema a ficção científica (mas eu não o considero uma sátira). Ele até vai no caminho: bons atores, excelentes personagens, um roteiro promissor e nota-se que a equipe é competente tecnicamente mas a coisa toda simplesmente não dá certo.

A sensação quando eu assisti é que ficou parecendo como uma compilação mal sucedida de um longo seriado. Seria como fazer um Star Wars dos 6 episódios em 100 minutos.

ZaphodOs personagens são muito ricos e muito engraçados mas não houve espaço nem tempo para eles se desenvolverem. E olha que tinham o John Malkovich no elenco. Apesar disso eu achei Sam Rockwell estupendo como Zaphod. Um dos Schnauzer por isso.

Assistindo aos extras no DVD do filme dá para entender porque o filme não dá certo. O diretor cortou muita coisa boa (há um piada sobre ateísmo, muito boa) e colocou muita coisa ruim. Há cenas inteiras, importantes para o continuidade do filme, que foram simplesmente cortadas.


Por ser um humor meio sem graça, que não ficou nem inglês nem hollywoodiano, e pela falta de ritmo e continuidade no filme, ele perde quase tudo. O DVD do filme você pode comprar aqui (buscapé).
Minha nota, 2 de 5 Schnauzers:

2 de 5 Schnauzers

Mas isso não abalou minha vontade de ler esse livro, pelo contrário, foi realmente uma visão embaçada do que o livro tem para oferecer. Espero comprar ele o quanto antes. Se você quer comprar ele agora, está quase de graça aqui (buscapé).